Arquivos
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 15/02/2009 a 21/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 28/12/2008 a 03/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 30/11/2008 a 06/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 24/08/2008 a 30/08/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 18/05/2008 a 24/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 16/09/2007 a 22/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 06/05/2007 a 12/05/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Editora Casa das Musas
 Blog do Samarone Lima
 Blog da Gabriela Leite
 Blog do Tião
 Babelia
 Blog da Liana Aragão
 Blog da Danyella Proença
 Blog do Lauro
 Blog da Maria Moura
 Blog Lauravive
 UOL - O melhor conteúdo
 popfabi




RAZÃO-POESIA o pensamento poema www.casadasmusas.org.br
 


SILÊNCIO

Reservar uma hora do dia para falar.

Nas outras, falar de boca fechada.

 

Reservar um instante do dia para calar.

Nos outros, calar de boca fechada.

 

Reservar uma vida inteira

para aprender a calar por inteiro.

 

Nas outras, calar as metades.



Escrito por Gustavo de Castro às 09h30
[] [envie esta mensagem
]





SANDÁLIAS AZUIS

Encontro a doida na rua andando só de calcinha, a fumar o seu cigarro e a sorrir feliz para os passantes. A doida é gorda e branca e desajeitada em sua pose, quando pára na calçada com seu cigarro free. A doida usa um par de sandálias azuis, um modelo antigo, que lhe cai muito bem. Apesar dos passantes não ligarem muito para as suas sandálias, convenço-me de que o azul corrige às vezes a loucura dos nossos passos.

 

A CADA CRIANÇA A SUA MONTANHA

Vejo nos jornais em Brasília (25.03.2007) a foto de um menino desaparecido com quem topei e conversei outro dia, no centro de Taguatinga. Marcos Douglas da Silva é o seu nome, de 11 anos. No jornal diz que ele sumiu de vez quando ia pra escola. Mas quando eu o encontrei ele já pedia comida nos lugares. Neste dia, lembro, uma velha também o ajudou com um suco. O que me chamou a atenção nele foram os seus olhos tristes. Olhos que olham trilhos como quem pressente a queda na montanha-russa. 

 

FENG SHUÍNTIMO

Quando vejo faltar a poesia nos rincões dos cantos dos olhos, entendo porque alguns seres não são santos.

 

CIA

Andar acompanhado de fantasmas é a melhor forma de ser sozinho.

 

TUDO ISSO ACONTECEU NAS FLORESTAS DA CHINA

O tigre partiu com a morte entre os dentes na direção do monge. Era noite de lua cheia e nevava na hora, quando a fera quinze palmos avançou. O monge quieto desmanchou-se neve. Aguou-se. O tigre em fúria traspassou o vento, desnorteado, girou em volta à cata da comida santa.

Nada mais havia a se comer.

Mais adiante, ergueu-se serenado o monge destornado neve. Desaguado gente, novamente...

O animal garimpou o cheiro... Virou-se.

Fixaram-se nos olhos em silêncios-alvos. 

E a fome da fera já não era tanta.

 

ANTONIO PORCHIA

"Sempre me foi mais fácil amar que elogiar".

 



Escrito por Gustavo de Castro às 22h16
[] [envie esta mensagem
]





VIVER NA POESIA

 (para Silvia, que sabe este poema de cór)

 

Troco cinco poemas por um prato de sopa.

 

Escrevo versos podres num rolo de papel

desonrado, e jogo fora em serena descarga.

 

Não tenho honrado muito a velha poesia.

Talvez porque não esteja à altura dela.

Assim, leio poemas dos outros e sinto

como se fossem meus.

Afinal, poesia é poesia.

Não importa quem escreveu.

 

Começo um verso esperando nunca terminá-lo.

Mas ele quer, quer sair, desbastar, a mim, vir.

 

Não escrevo para ser poeta.

 

Escrevo porque não tenho saída.

 

Ou é isso.

Ou o nada.

 

E o nada, já tenho o bastante.

Escrito por Gustavo de Castro às 21h08
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]