Arquivos
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 15/02/2009 a 21/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 28/12/2008 a 03/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 30/11/2008 a 06/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 24/08/2008 a 30/08/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 18/05/2008 a 24/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 16/09/2007 a 22/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 06/05/2007 a 12/05/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Editora Casa das Musas
 Blog do Samarone Lima
 Blog da Gabriela Leite
 Blog do Tião
 Babelia
 Blog da Liana Aragão
 Blog da Danyella Proença
 Blog do Lauro
 Blog da Maria Moura
 Blog Lauravive
 UOL - O melhor conteúdo
 popfabi




RAZÃO-POESIA o pensamento poema www.casadasmusas.org.br
 


ÀS VÍSCERAS

Confesso que a escritura me atormenta como um espectro. Um fantasma no écran do mundo. Escrevi tanta coisa que perdi, que deu vontade de bater fotos com os olhos esta semana. No supermercado encontrei Zé, o doido, com os pés embaixo da gandola de sabonetes. Ele estava calmo; Zé é um doido calmo; talvez um doido como eu ou como você. Ele estava sentado diante da prateleira de sabonetes, devidamente arrumada. Zé, em lentos movimentos, tomava um sabonete e trocava de lugar com outro, da mesma marca. Depois voltava aquele à sua posição original.

Quando bati a foto, Zé sorriu para mim.

Outra imagem que fotografei nos olhar

Uma dessas meninas com olhos brilhantes dizendo que estava amando. "Professor, tô amando!", e ria, e se rindo dizia: "Tô amando!".

- Pois ame e dê vexame!

E pra terminar...

Fotografei também as mãos dela quando juntas, no ato da entrevista entre taças e vinhos.

Parecia a doçura quando encontra a beleza...



Escrito por Gustavo de Castro às 18h28
[] [envie esta mensagem
]





ARTE É INFÂNCIA

Rainer Maria Rilke diz que "arte é infância" e a poesia nada vale sem a experiência estética que lhe segue. "Arte é infância": a realidade do sonho, da fantasia, da imaginação não dissociado da própria realidade. Poesia como experiência estética: vida e obra não dissociada; trabalho e beleza como unidade-de-vida.

Os poemas da Florence me remetem ao conselho de Rilke. Eles são sem títulos, abertos, não dirigidos pelo chamado do frontispício. Como prometido, aqui, dois deles, publicados na seção Lunicórnio, em Os Transparentes:

 

Perto da lua num céu de guizos, um Lunicórnio ergueu sua força encimada. Naquela noite imensa, foram poucos aqueles que ousaram olhar a altura. Ficaram retidos à beira de si mesmos a contemplarem o abismo e não viram finas poeiras que penetraram os interstícios de seus pensamentos. Os imprudentes acordaram com aquilo, brilhando invisível, e puseram-se a caminhar no infinito.

Com o tempo que nunca se extinguiu, aprenderam a despir as palavras de suas cascas. Fabricaram cristais.

 
 

As raízes da flor pendiam no abismo.

Tinham-nos avisado: não haveria liberdade sem medo. E quando nosso pensamento nos conduziu aos limites da linguagem, enchemos a fronte atrás com flores. A minha era amarela e o Lunicórnio me acompanhava.



Escrito por Gustavo de Castro às 15h19
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]