Arquivos
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 15/02/2009 a 21/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 28/12/2008 a 03/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 30/11/2008 a 06/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 24/08/2008 a 30/08/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 18/05/2008 a 24/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 16/09/2007 a 22/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 06/05/2007 a 12/05/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Editora Casa das Musas
 Blog do Samarone Lima
 Blog da Gabriela Leite
 Blog do Tião
 Babelia
 Blog da Liana Aragão
 Blog da Danyella Proença
 Blog do Lauro
 Blog da Maria Moura
 Blog Lauravive
 UOL - O melhor conteúdo
 popfabi




RAZÃO-POESIA o pensamento poema www.casadasmusas.org.br
 


PERDAS E GANHOS

Ganha-se para perder, diz o ditado. Perde-se para ganhar. Há pouco descubro que perdi todos os meus arquivos, inclusive o back-up, do computador. Não faz nem uma hora, acho, vivo essa forte emoção de perder tudo: os arquivos de minha tese, cinquenta poemas ruins, muitas cartas, muitos projetos, uma vida inteira colocada no computador. Quatorze anos de Gustavo foram embora simplesmente por que confiei no tal do pen-drive. Por azar, tive que reformatar todo o computador de casa e do trabalho e, assim, o tal do pen-drive não quis devolver minha história. Essa sensação de perder escritos, ao contrário do que se pode pensar, não é tão ruim assim. Lembro-me que a primeira idéia que veio, logo após perceber o sumiço, foi: "importa mais o que vou escrever, do que o que já escrevi".

É um pensamento estranho. Parece conformismo. Talvez seja. De qualquer forma, o que passou, passou. Meu passado agora está por aí, nas ondas invisíveis do Nada.

Mas o porvir, que gosto tanto, é o que me apraz mesmo. E o porvir é a morte e o acaso. O porvir é a possibilidade. Samarone diz que eu vivo de futuro. Confesso: gosto mesmo é de utopias. O que me atrai nos museus é o futuro. A História, para mim, é uma narradora velha, cega e humilde. Talvez a mãe de Heródoto.

E por falar em História, o engraçado é que tinha me programado hoje para contar a viagem que fiz com Manel pelo sertão da Bahia. 28 horas em um ônibus da empresa Novo Horizonte, em que aconteceu de tudo: crianças em coro chorando, gente viajando em pé por dez horas, goteiras no teto, passageiros vomitando, um pneu furado na madrugada. A viagem foi uma esculhambação só; Manel ria a cada nova desventura. Que bom o sorriso, pra ele foi uma aventura, como relatou. Pra mim, noite e dias mal dormidos.

Já que não deu pra contar essa história, conto outra, a da perda de memória que pode representar ganho de possibilidades.

Assim, histórias vamos ganhando perdendo somando

multiplicando tudo pelo Nada a nos elevar

a zero.



Escrito por Gustavo de Castro às 21h04
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]