Arquivos
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 15/02/2009 a 21/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 28/12/2008 a 03/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 30/11/2008 a 06/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 24/08/2008 a 30/08/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 18/05/2008 a 24/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 16/09/2007 a 22/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 06/05/2007 a 12/05/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Editora Casa das Musas
 Blog do Samarone Lima
 Blog da Gabriela Leite
 Blog do Tião
 Babelia
 Blog da Liana Aragão
 Blog da Danyella Proença
 Blog do Lauro
 Blog da Maria Moura
 Blog Lauravive
 UOL - O melhor conteúdo
 popfabi




RAZÃO-POESIA o pensamento poema www.casadasmusas.org.br
 


SOBRE A AMIZADE

Se tem uma coisa de que gosto na vida é de conhecer gente nova. Talvez o mais certo a dizer seja que, tanto gosto de conhecer gente nova, quanto de conhecer as pessoas de novo.

Lembro de ter aprendido a conhecer a mesma pessoa, todo dia, com um frade, frei Angelino. Ele dizia que o costume de todo mundo é o de congelar opiniões. Fulano é assim, beltrano é assado e pronto: congelaram você dentro de uma moldura. Então, um dia, no meio de uma alegria que não me lembro agora, Angelino arrematou: "Gosto de conhecer o novo e o velho, todo dia".

Aquele negócio me intrigou tanto, que fui treinar o olhar.

Conhecer gente nova é descobrir a pessoa, como quem acha uma pérola no meio do oceano ou uma chave na areia da praia. Enquanto que, re-conhecer gente que você conhece, é mais "desencobrir" a pessoa dos véus que traz consigo. Angelino dizia ainda que, melhor do que descobrir uma pessoa nova, é ser descoberto por ela e valorizada e estimada.

Ninguém descobre ou desencobre mais ninguém hoje, porque todo mundo está apressado demais. Para fazer isso, tem de pôr o olho a vinte por hora; aquietar o coração e a palavra, sobretudo, abrir o ouvido e a surpresa para o outro.

Como é bom poder olhar o velho amigo como se ele fosse um novo amigo. E como é bom poder olhar o novo amigo como se ele fosse um velho camarada. Talvez a amizade seja mais do que o amor, mas duvido que, quando o amor e a amizade se unem, duvido muito que haja amor maior.

Se houver, me avisem, ando à cata das grandezas e das alturas, como quem busca um amor no céu.  

 



Escrito por Gustavo de Castro às 12h39
[] [envie esta mensagem
]





SOBRE O CARNAVAL DO ESPÍRITO

Ano passado o meu carnaval foi na avenida acompanhando um bloco de formigas dispersas. Elas não eram muito animadas e, para o meu gosto, ordeiras demais para uma época como essa. De qualquer forma, pelo visto, este ano, não vai ser muito diferente: o meu carnaval vai ser no bloco do João Bobo, do Tico-Tico e do Azulão.

É que eu e alguns amigos compramos um pedaço de floresta no alto de uma colina, em um lugar - em algum lugar - chamado Laje da Jibóia, a um quilômetro da divisa entre o Distrito Federal e Goiás. Lá, estamos construindo uma pequena utopia cercada de verde por todos os lados, com um rio atrás e um vale no horizonte, para onde correm, dizem, todas as águas. Tenho passado longos dias neste lugar perdido, apenas abrindo picadas, trilhas, a margear seus limites, ora cavando buracos para estacas, ora campeando o olhar na densidade da floresta.

Comigo está um mateiro, João Carlos, mais conhecido como Carlinhos, que vai me ensinando sobre os passarinhos do lugar: o João Bobo, o Tico-Tico e o Azulão são alguns que conheci esta semana. De todos eles, gostei deveras do João Bobo, que tem esse nome porque deixa você chegar bem perto, bem perto mesmo, e fica te espiando com o mais puro dos olhares que já vi.

É por este motivo que vou brincar este ano no bloco do João Bobo: quero treinar o meu olhar para que ele fique tão puro quanto o daquele passarinho. 



Escrito por Gustavo de Castro às 11h01
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]