Arquivos
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 15/02/2009 a 21/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 28/12/2008 a 03/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 30/11/2008 a 06/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 24/08/2008 a 30/08/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 18/05/2008 a 24/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 16/09/2007 a 22/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 06/05/2007 a 12/05/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Editora Casa das Musas
 Blog do Samarone Lima
 Blog da Gabriela Leite
 Blog do Tião
 Babelia
 Blog da Liana Aragão
 Blog da Danyella Proença
 Blog do Lauro
 Blog da Maria Moura
 Blog Lauravive
 UOL - O melhor conteúdo
 popfabi




RAZÃO-POESIA o pensamento poema www.casadasmusas.org.br
 


O HOMEM-LISTRAS

Vejo um homem caminhando pela rua vestido de listras. Calça e camisa listradas na vertical: o homem-listra nem percebe os seus traços no espaço. Num mundo onde todo mundo quer estar na moda, combinando com tudo, este homem-signo não está preocupado em seguir o modelo. De tanto fixar nele o meu olhar, achei, ao final, que aquele homem tinha sido dominado pela lógica dos códigos-de-barra. Mas logo vi que isso era idiota de pensar. Aquele homem-signo era simplesmente uma forma de exclamação estética à vida!

 

DUAS FRASES DO VELHO CIPRIANO:

Sobre o amor:

Até as pedras se encontram.

 

Sobre a necessidade de encarar a dor:

A dor que acompanha a carne

faz queimar o coração.



Escrito por Gustavo de Castro às 18h00
[] [envie esta mensagem
]





EXPERIÊNCIA ESTÉTICA

A linguagem é um refúgio, um abrigo, uma morada. Talvez ela seja mais silêncio, hiato, pausa, contemplação: "estado de ânimo musical". Música calada que invade e ressoa em todas as esferas da vida.

A imagem muda, a palavra muda e o canto mudo: três formas de fazer poesia. Três caminhos em direção à beleza.

Dizem que o amor é um diálogo feito de sussurros. O silêncio dos amantes é outra forma de dizer "eu te amo". Sua forma sublime.

Na poesia, em que o que conta é o silêncio, o amor é sempre outra forma de aceder o mais profundo: a dimensão vertical - aquela que nos faz cair para cima (ou para baixo), mas que nunca nos deixa em paz. O papel do amor é o mesmo da poesia: levar o homem ao limite da língua.

 



Escrito por Gustavo de Castro às 15h34
[] [envie esta mensagem
]





SOBRE O SUBLIME

Há um ano e pouco venho escrevendo alguns poemas por cá com o deleite da graça.

Durante muito tempo, esses escritos me pareceram apenas a porta de entrada para o dizente: a importância do esquecimento de si para encontrar alteridades diversas; a importância do sublime como forma de se conectar novamente às esferas do aberto; a importância do silêncio como atividade de autoconhecimento, se é que autoconhecimento importa. Mas agora penso que estes escritos querem dizer um pouco mais além da razão-poesia.

Querem dizer também que, quando os relâmpagos da escrita vem e vão, infundem o estado de ânimo musical, a secreta disposição a encontrar algo pelo que valha a pena viver. Se o leitor sabe responder prontamente aos enigmas de sua poesia-de-dentro, espero então que saiba também enfrentar guerras caminhando infernos.

No fundo e sobre o abismo, ou somos destruídos ou nos enraizamos e crescemos.

 



Escrito por Gustavo de Castro às 16h22
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]