Arquivos
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 15/02/2009 a 21/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 28/12/2008 a 03/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 30/11/2008 a 06/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 24/08/2008 a 30/08/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 18/05/2008 a 24/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 16/09/2007 a 22/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 06/05/2007 a 12/05/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Editora Casa das Musas
 Blog do Samarone Lima
 Blog da Gabriela Leite
 Blog do Tião
 Babelia
 Blog da Liana Aragão
 Blog da Danyella Proença
 Blog do Lauro
 Blog da Maria Moura
 Blog Lauravive
 UOL - O melhor conteúdo
 popfabi




RAZÃO-POESIA o pensamento poema www.casadasmusas.org.br
 


REFAZENDO A FRASE DE ALGUÉM

Não ser discípulo de ninguém. Mas ter muitos mestres.

Escrito por Gustavo de Castro às 20h34
[] [envie esta mensagem
]





MANOEL DE BARROS, A PRIMAVERA E AS MONÇÕES

Aos poucos, indo e partindo, aparecem as chuvas. Chegou a época das monções: chuvas contínuas que trazem a sazonalidade do tempo: galochas, casacos, luvas, sobrinhas e sombrios guarda-chuvas negros, por toda parte. Com as chuvas também reaparecem as hortênsias, as zínias, as tulipas e as azaléias. Brasília fica charmosa como um tango, igual milonga de amor. Tudo muda: a natureza, os homens, as faces, as ruas e as importâncias. O vento frioso e cinza, já percebido por qualquer gato menos peludo, anima todas as securas e cegueiras. Os pássaros cantam mais, as flores voltam às janelas, as falações dos populares migram sorrisos. Por toda a parte, nesta época, como os gatos, todos se aninham um pouco em si mesmo. Face todas as vigilâncias, o homem não deixa de sentir quem está por vir, ali chegando com essas chuvas. É a primavera; a primeira verdade, dizem, é a Primavera. Todas as outras verdades, dizem, vem depois dela.

A primeira chuva da Primavera, para mim, ocorreu em Taguatinga, onde moro, terça-feira passada, 16. E devo confessar que terça-feira da semana passada, 16, foi um dia muito difícil para mim: tive até de tomar água com açucar, segurar o batimento cardíaco, fazer destremer as pernas. Um amigo comum, o Paulo Alves, me colocou para falar com o Manoel de Barros, por telefone.

Fui logo dizendo para o poeta que estava muito nervoso. Ele sorriu, gentil, e disse para eu me acalmar. Daí contou uma história. "Outro dia, um rapaz veio me visitar. Chegou tão nervoso que pediu para ir na esquina respirar um pouco. Eu disse: tá certo, vá. Ele foi. Demorou um pouco, voltou, entrou na minha sala e caiu no chão. Estava bêbado, tinha bebido para aliviar o nervosismo e acabou embriagado". E rimos do episódio.

Entendo bem o medo que sentia aquele anônimo que foi visitar o poeta. No meu caso, só tomei água-com-açucar, mas tomaria uma taça de vinho antes se tivesse a chance. Conversamos um pouquinho, mas não quis prosseguir muito; eu já não tinha mais palavras. Tomei seu endereço e fiquei de escrever umas cartinhas. Felicidade também é poder partilhar felicidades. É o que faço cá, hoje, com a chegada das monções, da Primavera e da voz de Manoel de Barros neste cantinho literário de muitos nadas.    



Escrito por Gustavo de Castro às 10h30
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]