Arquivos
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 15/02/2009 a 21/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 28/12/2008 a 03/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 30/11/2008 a 06/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 24/08/2008 a 30/08/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 18/05/2008 a 24/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 16/09/2007 a 22/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 06/05/2007 a 12/05/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Editora Casa das Musas
 Blog do Samarone Lima
 Blog da Gabriela Leite
 Blog do Tião
 Babelia
 Blog da Liana Aragão
 Blog da Danyella Proença
 Blog do Lauro
 Blog da Maria Moura
 Blog Lauravive
 UOL - O melhor conteúdo
 popfabi




RAZÃO-POESIA o pensamento poema www.casadasmusas.org.br
 


Beleza simples

Contam que, quando deficientes auditivos (por operação ou por aparelhos) começam a escutar, um som que eles registram como sendo dos mais belos é o passar a página de um livro.

É simples, então. Precisamos apenas reaprender a escutar as folhas.



Escrito por Gustavo de Castro às 14h17
[] [envie esta mensagem
]





Selvagem não negocia com medíocre

 

Selvagem, tem na fronte dois chifres que apontam suas certezas. Em tudo, o seu movimento é retilíneo, óbvio, pesado, gosta de ser poço miúdo cavado em terra de pedra. Só discute se for certezas e nem se deixa balançar em redes de mar.

 

Selvagem, deixou-se cativar pelas palavras. Acredita nelas. Até acha que são importantes. Para que serve uma palavra? Ainda mais palavra de blog? A vida, deus, certezas, toda a sordidez política (presente e passada) e até o amor, só nos são possíveis de suportar por que existe a Beleza. E no meio dela, loucura e sabedoria

 

Selvagem



Escrito por Gustavo de Castro às 19h17
[] [envie esta mensagem
]





Quando a luta é combinada com o deixar-seguir

Aquela mania de falar apertando o peito; aquele jeito sereno, como se dentro nunca houvesse o abismo ou o mau. Aquele mesmo mantra cantado baixinho todas as vezes que a dor apertava e aquele baixar a cabeça contínuo, sempre, para todos e em tudo, hoje entendo que era sua forma de reverência, mas também de auto-apagamento. Auto-esquecimento. Era sua forma de combinar ação e fruição. Uma vez me disse:

Esquecer de mim é a forma que encontrei de me achar.  



Escrito por Gustavo de Castro às 18h32
[] [envie esta mensagem
]





Quando entra dezembro vislumbro a administração dos passos

Quando entra dezembro, deixo aberto os rincões do futuro; revejo as águas passadas; o que fiz; o que deixei de fazer; o que prometi e não cumpri; o que perdi e o que ganhei.

Quando entra dezembro, gosto de olhar para frente, não para trás. Para trás ficam onze meses; caminhos miúdos; as veredas sazonais que vão-e-vem-e-voltam-e-seguem iguais os galhos tortos das árvores daqui.

Para frente seguem as amizades, o estado de ânimo da liberdade livre, a intimidade com ventos de toda ordem.   

Quando entra dezembro, gosto de contar quantas vezes chorei no ano. Não é que deseje drama. Deus-me-livre de querer isso para mim! Mas fico a pensar se ri mais... Se gargalhei mais... Se chorei... Sim, porque em tudo reconheço a minha natureza cachoeira.  

Conto as lágrimas somente para saber o valor da minha alegria.

Quando entra dezembro, gosto de parar e analisar a velocidade dos meus passos. Vejo que eles zanzam... zanzam que zanzam por aí com seus galopes de pássaro. Há tanto tempo voam assim...

Conto os meus passos de pássaro somente para saber o valor da minha estrada.

Mas também a profundidade do meu vôo

Vindouro.



Escrito por Gustavo de Castro às 17h50
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]